PARELHEIROS (SP) – APRIMORAR ROTEIROS PARA TRILHAR NOVOS HORIZONTES

FLORÂNIA (RN): ENGAJAMENTO LOCAL, APROPRIAÇÃO DE TRAJETÓRIA E IDENTIFICAÇÃO DO POTENCIAL TURÍSTICO
4 de abril de 2022
EVENTOS E MÉTODOS DE COMUNICAÇÃO COMO CATALISADORES PARA O TURISMO DE ITIRAPINA (SP)
24 de junho de 2022
Exibir todos

PARELHEIROS (SP) – APRIMORAR ROTEIROS PARA TRILHAR NOVOS HORIZONTES

Ao longo dos meses de abril e maio de 2022, Parelheiros (SP) foi um dos destinos atendidos pela Iniciativa Sábados Azuis na primeira rodada de atendimentos do ano. 

Localizado no extremo sul do município de São Paulo, o distrito de Parelheiros é conhecido por seus atrativos naturais e rurais, com grande potencial em atrair visitantes que queiram se afastar da vida urbana agitada da cidade, mas sem sair da capital paulista.

O território tem aproximadamente 400 km² com áreas de proteção ambiental, cachoeiras, formações geológicas, nascentes de rios, trilhas, parques naturais, agricultura orgânica e aldeias, dentro da Terra Indígena Tenondé Porã.

Roberto Carlos da Silva, representante da Rede Polo de Ecoturismo de Parelheiros, fez a solicitação do atendimento ao Sábados e, além dele, empreendedores de Parelheiros estiveram presentes ao longo do atendimento.

A equipe de voluntários da Iniciativa foi composta pela especialista Adriana Flexa, turismóloga, consultora e instrutora em turismo, pela monitora Talissa Vieira dos Santos e uma representante do Núcleo Gestor, Mariana Pereira, ambas graduandas em Turismo pela Universidade de São Paulo (USP) na Escola de Comunicações e Artes (ECA).

O DESAFIO

O destino participa do programa Investe Turismo, sendo assim, o principal desafio trazido por Roberto foi a necessidade de formatação de um roteiro integrado entre os diversos atrativos e serviços turísticos presentes em Parelheiros, a fim de facilitar a experiência do visitante no território.

Para além da formatação deste roteiro, eles almejavam aprimorar a capacidade técnica e profissional no exercício da atividade turística. O destino já tinha roteiros em execução, mas o grupo sentia que era preciso validar tecnicamente o trabalho que realizavam.

CAMINHO RUMO AOS NOVOS HORIZONTES

1ª Mentoria do distrito de Parelheiros com equipe, demandante e atores-chave locais.
Elaboração própria, 2022.

O primeiro encontro se deu com o intuito de alinhar as expectativas entre  demandante e equipe do atendimento, a fim de compreender a real urgência do destino a ser trabalhada nas mentorias.

Apesar de Parelheiros já ter uma rota turística proposta a partir de oficinas realizadas pelo SEBRAE-SP e pela Fundação Instituto de Administração (FIA), havia a demanda de refinar o que já tinha sido desenvolvido para que obtivessem êxito, tanto na operação, quanto nas capacitações, e, assim, partissem para a etapa de promoção e comercialização. 

Em seguida, a especialista solicitou como tarefa da primeira mentoria o envio dos roteiros que já estavam sendo executados e dos que estavam em desenvolvimento. 

Com o material em mãos, no segundo encontro, a especialista Adriana Flexa pôde pensar de forma clara e objetiva sobre algumas especificidades que o roteiro deveria ter para ser mais atrativo, como, por exemplo, o tempo e o que seria ofertado em cada um. Assim, foi sugerido realizar o desmembramento dos roteiros “Um dia na Roça” e “Águas Sagradas”.

Para o roteiro “Um dia na Roça”, foi sugerido a divisão em dois novos itinerários, em que um deles fosse realizado no período matutino e o outro no período vespertino, de maneira que contemplassem atividades e empreendimentos diferentes. Nesse sentido, uma recomendação foi a retirada do “Walking Tour” do roteiro inicial com o intuito de transformá-lo em uma rota mais robusta e com novos elementos, que dessem mais ênfase ao centro histórico. 

Para o roteiro “Águas Sagradas”, o conselho foi que houvesse a classificação em nível de dificuldade, uma vez que há trechos de caminhadas, embarques e desembarques. Tal mudança foi colocada em prática logo após essa troca de ideias.

A terceira mentoria teve como objetivo analisar os novos roteiros propostos, mas, por questões de agenda, o grupo sinalizou que precisaria de mais tempo para refinar as ideias. 

Sendo assim, o encontro serviu como um espaço para que os atores pudessem relatar como havia sido a experiência de operar  o roteiro de “Águas Sagradas”, já que haviam recebido um grupo de turistas internacionais na semana do terceiro encontro. Ao final da reunião, foi solicitado que todos os empreendimentos apresentassem os roteiros finalizados para a próxima e última mentoria, contendo todos os detalhes necessários.

Assim, o quarto e último encontro do atendimento foi de apresentação e validação dos itinerários que surgiram a partir do desmembramento do primeiro roteiro apresentado.

DANDO UM UP

O “Um dia na Roça” se transformou em “Sabores da Terra”, no período matutino e em “Circuito das Parelhas”, no período vespertino. Lucas, ator-chave local e proprietário da Toca da Onça Agência de Ecoturismo, informou que, conforme a formatação dos roteiros fosse finalizada, haveria a possibilidade de inseri-los no site da agência, uma plataforma online de vendas para os roteiros. 

O roteiro “Águas Sagradas” também passaria a ser dividido entre período matutino e vespertino, mantendo o mesmo nome para ambos. Considerando o “Walking Tour”, foi identificada a necessidade de um tempo extra para o desenvolvimento do tour no centro, já que cada empresário tem o seu próprio ritmo.

Em suma, o objetivo do atendimento foi reorganizar os roteiros já existentes de forma atrativa ao turista, entendendo as necessidades de adequações para cada produto, e que o destino pudesse estruturar de forma mais concisa o que será apresentado ao programa do Ministério do Turismo – o Investe Turismo.  Salienta-se também que, durante as mentorias, os atores de Parelheiros reforçaram a satisfação com os resultados das discussões ao longo dos encontros. 

METAS ALCANÇADAS

A partir do atendimento realizado a Parelheiros, pode-se analisar que:

  • Por meio de quatro mentorias, foram aproximadamente cinco horas de atendimento, com mais de onze atores-chave locais de Parelheiros envolvidos;
  • Mediante o envolvimento dos proprietários de empreendimentos do destino, entende-se que o trabalho em grupo é um dos pontos que fortalece o turismo local, ou seja, é de grande importância a existência de uma sinergia entre os atores locais para que a atividade turística tenha bons frutos. Essa sinergia pode se tornar ainda mais benéfica quando são realizados encontros periódicos para tomadas de decisões no destino e quando são feitas parcerias e capacitações em conjunto;
  • Para a formatação dos roteiros, é de suma importância que alguns pontos sejam considerados, como: (i) nível de dificuldade do trajeto ser levantado e comunicado ao turista, (ii) horários flexíveis para quem só pode visitar o local por um período e (iii) diversidade de atrativos e horários apresentados nos roteiros, a fim de contemplar diferentes demandas de turistas;
  • Apesar de ser necessário estar sempre em busca de melhorias para o destino, também é muito valioso comemorar o caminho trilhado até o momento, ou seja, fazer encontros para relembrar o que foi feito, celebrar vitórias alcançadas e os passos dados. O intuito é fortalecer o trabalho em equipe e estimular o grupo a continuar atuando no turismo;
  • Realizar benchmark – processo de busca das melhores práticas de gestão da entidade numa determinada indústria e que conduzem ao desempenho superior – é muito importante para aprimorar o trabalho realizado. Por isso, é de grande valor a participação em eventos, realização de pesquisas e conversas com outros destinos.

BIBLIOGRAFIA

Plano de Desenvolvimento do Turismo Sustentável do Polo de Ecoturismo de São Paulo

1 Comment

  1. Lazaro Oliveira disse:

    O título ficou ótimo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *